Bem-vindas e bem-vindos!!!

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
A Ginástica Para Todos (ou Ginástica Geral) é uma modalidade que permite a participação de TODAS as pessoas, independente de idade, gênero, classe social ou condições técnicas. Por meio de seus valores e regras flexíveis, ela permite a valorização do trabalho em grupo ao mesmo tempo em que valoriza a individualidade de cada pessoa que a pratica.

Através deste blog, espero poder dividir o meu conhecimento e a minha experiência em Ginástica Para Todos e contribuir para a sua difusão para que um dia ela possa ser desenvolvida no Brasil com a mesma qualidade com que é desenvolvida em outros países.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Obs.: o Blog se chamava "Ginástica Geral", mas devido a mudança de nomenclatura da modalidade pela FIG (Federação Internacional de Ginástica), o nome adotado para o Blog também mudou para "Ginástica Para Todos".


Ginástica Geral - do simples para o complexo

               Olá, pessoal! Esta é mais uma postagem do "Blog GG"! =)

              Ao longo das minhas postagens, tenho tentado mostrar um pouco do que é a Ginástica Geral (GG) e sempre tenho enfatizado que essa é uma modalidade que todos podem praticar, independente de vários aspectos, até mesmo de nível técnico. No entanto, é engraçado como sempre que se fala de Ginástica, logo as pessoas se lembram daquela ginástica de competição, de alto rendimento e nível técnico.
        
               A ginástica da Daiane, da Jade e dos irmãos Hipólito, a Ginástica Artística, ou a das meninas hiperflexíveis, a Ginástica Rítmica, enfim, todos se lembram daquela ginástica que também é muito bonita e legal de se assistir, mas que nem passa pela cabeça de muita gente poder praticar. Não por preconceito (não só por isso pelo menos), mas por estas modalidades envolverem elementos técnicos muito complexos, como saltos mortais, reversões, flics, entre outros.

               É importante comentar que, dependendo da proposta, é possível sim oferecer essas modalidades competitivas como a Ginástica Artística, a Rítmica ou a Acrobática como esporte educacional ou para pessoas que apenas queiram se beneficiar da sua prática para melhora da saúde e qualidade de vida. Mas quando se trata de alto rendimento, o processo de seleção é inevitável...

               No entanto, quando falamos de GG, não falamos exatamente de elementos difíceis, muito menos de seleção. A GG tem como base a Ginástica como um todo. E como ela é uma modalidade que propõe a participação de todos a partir do que cada um pode oferecer, a GG acaba se utilizando de elementos  técnicos simples como base, que podem tornar-se mais complexos de acordo com a prática e de acordo com cada indivíduo que a pratica. Ou seja, elementos mais complexos ou movimentos mais complexos são consequentes da prática da GG e não requisitos para praticá-la.

               A forma como cada praticante de GG irá desenvolver seus movimentos vai depender de  suas condições físicas, do treino que realiza, das habilidades que possui, das experiências anteriores (se praticava outros esportes ou atividades físicas, por exemplo), da característica do grupo (se é um grupo que tem mais influências das ginásticas competitivas ou danças, das artes circenses ou de outros esportes, etc) e do próprio interesse de cada pessoa em querer experimentar novas possibilidades de movimento.

               E quando falo de elementos simples, talvez surja alguma dúvida sobre o que é simples em Ginástica. Afinal, um salto mortal para a Daiane dos Santos é bem simples, não é?! Então dêem uma olhada em algumas imagens que escolhi para exemplificar o que pode ser considerado simples e, portanto, possível de ser praticado na GG, e como eles podem evoluir para algo mais complexo, o que vai depender do que falei no parágrafo anterior, mas que, repetindo, não são requisitos para a modalidade.

Saltos. Não, não estou falando de saltos ornamentais! Quem é que nunca saltou uma corda, por exemplo? Ou um obstáculo? O saltar já é um elemento ginástico. Já é GG!





E os saltos podem evoluir, tornar-se mais complexos, como um salto mortal carpado.

Equilíbrio. Ficar em um pé só já é algo que exige equilíbrio. Mas claro que esse equilíbrio pode ser simples, porém mais interessante (do ponto de vista estético), o que vai depender da autonomia e da criatividade de cada um, como o jeito que essa menina aí da foto encontrou para dificultar o seu equilíbrio. Já é GG!
E agora vemos uma forma de equilíbrio beeeem mais difícil!!!
                                                                             
E pra quem acha que o simples não é bonito, aí está uma apresentação bem legal com manipulações simples de uma bola de Ginástica Rítmica. Já é GG!
E aí está um outro tipo de utilização da mesma bola da Ginástica Rítmica. Muito legal também, mas uma forma bem mais complexa!

E pra começar uma figura acrobática, porque não uma brincadeira de cavalinho? É simples, divertido. Enfim, já é GG!
E essa figura pode evoluir, evoluir, evoluir.....


               Acho que deu pra entender né?! Você não precisa ser um ginasta de alta performance para poder praticar GG. Eu sempre defendo que o único requisito para poder praticar GG é querer praticá-la. E só! Para se compreender isso, vale destacar que existem vários grupos e trabalhos de GG  no mundo (e isso vem crescendo aos poucos no Brasil também) voltados para pessoas deficientes (diversos tipos de deficiência), pessoas idosas, entre outros tipos de grupos especiais!

               E esses grupos especiais podem também interagir com pessoas ditas normais e mesmo com ginastas de alto nível técnico (que também não são tão normais..rs..) em um mesmo trabalho de GG! Cada um dentro do grupo faz aquilo que pode da melhor forma possível! E o trabalho coletivo é construído dessa forma, com a contribuição de TODOS! =)

                É dessa forma que a GG é praticada, por meio da exploração de elementos  ginásticos simples, que se integram a diversos outros elementos corporais (esportivos, folclóricos, circenses), que, ao longo da prática, vão tornando-se mais complexos, de acordo com os limites de cada um!

               Certo?! É isso aí, pessoal! Espero que eu tenha conseguido mostrar a Ginástica Geral de um ponto de vista "menos complexo"..hehe. Na verdade, GG é muito mais simples do que parece! Então, espero vocês na próxima postagem! ;)      

------------------------------------------------------------------------------------------------
 
Entenda mais sobre Ginástica Geral acompanhando outras postagens:
 
E muito mais no Blog GG ;)

3 comentários:

  1. Incrível como você conseguiu simplificar tanto e mostrar que é possível que todos pratiquem a GG, assim como os idosos que frequentam o curso do SESC Belenzinho.

    Parabéns pelo texto!!!

    ResponderExcluir
  2. E aê, Tiago! Que bom te ver por aqui!

    Obrigado pelo comentário. A ideia do Blog é justamente isso: simplificar e mostrar que GG é realmente possível de ser praticada por todos. A nossa turma de idosos lá do SESC Belenzinho é uma grande prova dessa possibilidade.

    Valeu pelos parabéns e por seguir o Blog GG!
    ;)

    ResponderExcluir
  3. Alguém poderia me explicar como é ginástica geral? Tipo conceito,história,têm movimentos propios? essas coisas pesquisei em vários locais e ainda tô confuso! Quem quiser me add pra me explicar pelo msn jubajefferson@hotmail.com

    ResponderExcluir

Seu comentário será analisado e postado em breve.