Bem-vindas e bem-vindos!!!

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
A Ginástica Para Todos (ou Ginástica Geral) é uma modalidade que permite a participação de TODAS as pessoas, independente de idade, gênero, classe social ou condições técnicas. Por meio de seus valores e regras flexíveis, ela permite a valorização do trabalho em grupo ao mesmo tempo em que valoriza a individualidade de cada pessoa que a pratica.

Através deste blog, espero poder dividir o meu conhecimento e a minha experiência em Ginástica Para Todos e contribuir para a sua difusão para que um dia ela possa ser desenvolvida no Brasil com a mesma qualidade com que é desenvolvida em outros países.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Obs.: o Blog se chamava "Ginástica Geral", mas devido a mudança de nomenclatura da modalidade pela FIG (Federação Internacional de Ginástica), o nome adotado para o Blog também mudou para "Ginástica Para Todos".


Conhecendo a Ginástica Acrobática

                      Olá, pessoal!!

                    Bem-vindos a continuação da série "Conhecendo as Ginásticas Competitivas", um conjunto de textos para apresentar as ginásticas que fazem parte da Ginástica Geral (GG). E é sempre bom reforçar que a GG é composta por inúmeras manifestações, além das manifestações gímnicas. Portanto, na GG também podem ser utilizados elementos das artes circenses, das danças, dos esportes, além de outras manifestações culturais.

                  E aqui no Blog já apresentei a Ginástica Artística (GA) e a Ginástica Rítmica (GR Feminina e Masculina), e ainda comentei sobre como essas ginásticas podem ser inseridas em um trabalho de GG (confira o arquivo do Blog). Mas hoje é dia de falarmos sobre a Ginástica Acrobática (GACRO)!! E aposto que, mesmo sem conhecer muito bem essa modalidade, você já deve achar a GACRO incrível!! Isso porque a GACRO é aquela ginástica das "pirâmides humanas", bastante comuns em apresentações de circo. Mas vamos falar um pouco sobre o esporte em si. E lembrando que, como o foco do Blog é a GG, a ideia aqui é apresentar apenas uma introdução sobre as ginásticas competitivas e outras práticas que envolvem a modalidade, tanto para um maior reconhecimento das mesmas como para uma compreensão melhor da GG como um todo.

               Primeiramente, a GACRO é uma modalidade competitiva praticada tanto por homens quanto por mulheres, podendo ser praticada em 5 categorias, conforme as imagens abaixo:

Categorias da GACRO: dupla masculina; dupla feminina; dupla mista

Categorias da GACRO: trio feminino; quarteto masculino

               A GACRO, diferentemente da GA, da GR e da Ginástica de Trampolim, não é uma modalidade olímpica, mas possui competições importantes desde 1974, como os Campeonatos Mundiais. No entanto, a modalidade foi regulamentada pela Federação Internacional de Ginástica (FIG) apenas em 1999, o que pode justificar a sua pouca difusão no cenário esportivo mundial. Mas a cultura da GACRO tem ganhado bastante destaque nos últimos anos, inclusive no Brasil.

                 Como é possível perceber pelas imagens, a GACRO exige bastante força, resistência, equilíbrio e flexibilidade, bem como outras capacidades físicas como coordenação, agilidade e potência. Além disso, os ginastas precisam demonstrar bastante expressividade, pois seus elementos devem ser apresentados por meio de uma música (instrumental) utilizando-se também de movimentos de dança. 

               Durante uma competição de nível internacional, os ginastas devem realizar três tipos de séries: uma de equilíbrio estático (formação das pirâmides humanas), outra de exercícios dinâmicos (quando há elementos de vôo, com lançamentos dos ginastas, como na figura ao lado), e uma última série combinada (quando há elementos tanto de exercícios  estáticos quanto dinâmicos). Ao longo de 2 minutos e 30 segundos (tempo máximo para cada série), os ginastas também executam exercícios de solo, bastante comuns na GA, como saltos mortais, reversões, flic flac, entre outras acrobacias, tornando a coreografia ainda mais complexa e, por que não dizer, empolgante!!

                 Dentro de uma equipe, os ginastas desempenham as seguintes funções nas formações das figuras: 
                       - base: geralmente são ginastas mais fortes, mais altos e com maior potência muscular, pois são os que ficam embaixo na figura, sustentando outro ou outros ginastas em posições superiores (volantes e intermediários).
                       - volante: geralmente são mais baixos e magros, com maior flexibilidade para realizar posturas no alto da figura.
                      - intermediários: presentes apenas no trio feminino e quarteto masculino, possuem características comuns às funções de base e volante, pois acabam desempenhando um pouco das duas funções. São os que ficam, literalmente, no meio de uma figura, sendo sustentados pelo ginasta base e sustentando ainda outro intermediário ou diretamente o volante.

                        É importante destacar que deve existir um bom senso na formação das equipes tendo como base o biotipo dos ginastas. Sendo assim, por mais que bases e volantes tenham características físicas predominantemente diferentes, isso não pode ser tão discrepante. Ou seja, deve-se evitar uma dupla em que a base seja um atleta muuuuito grande e forte e o volante seja um atleta muuuuito menor e mais magro. Em uma competição oficial, essa discrepância é analisada pela arbitragem.

                    E falando em arbitragem, os grupos de GACRO são avaliados sob 3 fatores: nível de dificuldade (refere-se ao grau de dificuldade dos elementos apresentados durante a coreografia; quanto mais complexo um elemento, maior o seu valor no código de pontuação); execução (refere-se à parte mais técnica dos elementos, se são executados de forma correta); artístico (refere-se à expressividade transmitida durante a série, considerando a música e os movimentos utilizados na coreografia).

                       Dois princípios fundamentais da GACRO são a cooperação e a confiança. Como é uma modalidade que não pode ser praticada sozinho, a GACRO depende do bom entrosamento de uma equipe, no que se refere não só ao sincronismo de movimentos, mas também ao bom relacionamento entre os integrantes, podendo contribuir bastante para o ascpeto sócio-afetivo dos mesmos. Portanto, no ensino-aprendizagem da GACRO, é extremamente importante o desenvolvimento do trabalho em equipe.

             Em se tratando de aspectos mais técnicos, no ensino-aprendizagem da GACRO devem ser assimiladas as principais "pegadas" entre os ginastas, que são as formas de sustentação dos atletas para uma execução segura e eficiente das figuras estáticas e dos elementos dinâmicos. Você pode conferir algumas dessas pegadas na imagem ao lado.

            Além disso, posturas e elementos comuns a outras ginásticas também  devem ser assimilados. Dessa forma, na GACRO são ensinadas as posturas básicas (estendida, grupada, carpada unida e afastada), elementos de equilíbrio como a parada de mãos, elementos de força como esquadro, de flexibilidade como a ponte e o espacate, além de elementos de potência como as acrobacias que comentei anteriormente.

                       E como sempre digo por aqui, todos esses elementos devem ser ensinados do modo mais simples para o mais complexo. Mas, em se tratando da GACRO, em que tudo parece tããão complexo, como começar do mais simples??

                         Inicialmente, de acordo com as características de cada grupo de praticantes, pode-se começar por figuras estáticas simples, ou mesmo por meio de figuras com pequenos desequilíbrios e baixa complexidade, seja em duplas, trios ou mesmo quartetos. É importante que se detecte dentro de uma equipe, quais ginastas apresentam maior facilidade para serem bases, volantes ou intermediários. Posteriormente, lançamentos simples podem ser inseridos dentro do trabalho de GACRO, sempre valorizando a técnica correta e a segurança. Isso tudo em conjunto com a aprendizagem dos elementos gímnicos fundamentais (posturas, saltos, equilíbrios, etc) e a parte de expressão corporal. A figura abaixo pode ajudar a exemplificar essa iniciação à GACRO.


Iniciação à Ginástica Acrobática

                       A princípio é isso, pessoal. Espero que tenham gostado de conhecer a GACRO. Claro que o esporte em si envolve vários outros aspectos (aqui foi só uma introdução...). Mas vou deixá-los com um vídeo bem legal que mostra um pouco mais do que é a GACRO e o motivo dessa ser uma modalidade tão incrível!! Não deixem de ver!!

Montagem de Ginástica Acrobática


                      Gostaram??? Então aqui na sequência deixo vocês com uma montagem de pequenos vídeos que fiz após um curso de GACRO em que participei no V Fórum Internacional de Ginástica Geral, em 2010, nada mais nada menos que com o professor Julius Ricieri, um dos principais responsáveis pela difusão da GACRO aqui no Brasil (responsável pelo Grupo Acrobático Julius, uma das maiores referências de GACRO no nosso país)!! No vídeo ele ensina algumas formas iniciais de lançamentos, bem interessantes para começar essa parte em um trabalho de GACRO. Espero que seja útil e interessante para quem assistir ;)

Iniciação aos lançamentos da GACRO. Professor Julius Ricieri no V Fórum Internacional de Ginástica Geral, em 2010.


                  Mas afinal de contas, como a GACRO pode ser utilizada em um trabalho de GG?? Aguardem a próxima postagem que eu conto ;)
                              Até mais!!


Fonte: FIG; Livro: Fundamentos Básicos da Ginástica Acrobática Competitiva (Jorge S. P. Gallardo & Lucio H. R. Azevedo) - para conhecer um pouco mais sobre a GACRO.

------------------------------------------------------------------------------------------------

Essa postagem faz parte da série "Conhecendo as Ginásticas Competitivas". Confira:
E muito mais no Blog GG ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será analisado e postado em breve.